domingo, 3 de maio de 2009

A CAMINHO...E...FÃO

Cerca de 53km distanciam Caminha de Fão (junto a Esposende!)...

Observação antes de "debitar" qualquer outra informação: não sei se, por ter chegado ao litoral, ou quê, não sei bem do que possa ser, nem sei se se trata de algo (amanhã...logo se vê se continua!), mas percorrer 50km diários não me incomoda e pedalo com vontade acrescida - o dinheiro que está a acabar (hehe!) - é o piso que é plano, com certeza - deixa-me chegar ao Porto e logo vejo...!

Mesmo que, mais uma vez a corrente tenha voltado a encravar entre o 1º e o 2º carreto da "cremalheira" da frente...Belinho já tinha ficado para trás, São Bartolomeu era o nome da Vila onde me encontrava - puxei aqui, ajeitei ali e martelei com o alicate - e segui...com ela a fazer o mesmo barulho que se tornou recorrente desde a último problema de mecânica...e com todo o calor, eis-me a caminho de Esposende...Esposende - qual quê! - Fão!

Cheguei a Esposende e tentei a minha sorte nos Bombeiros Voluntários, visto que não sou Couchsurfer, nem membro de qualquer uma dessas comunidades em que se recebe e que bem que se recebe...pena que tenho, mas hei-de juntar-me...a sorte não esteve do meu lado - o comandante só aparecia apenas pelas 21h e ainda nem 17h eram - logo na Vila a seguir - Fão - há outra corporação - Tiago a caminho...quantos quilómetros? 2km (nem uma, nem duas...Fão com ele!).

Cheguei...tentei de novo a sorte nos Bombeiros Voluntários, qual sorte qual quê! Nada, hoje, é dia do piquete feminino, por isso, não podem estar homens no quartel à noite! Pena...

aparte: não sei se se trata de não poderem mesmo se a minha estadia em Bombeiros Voluntários, chegado ao litoral, vai começar a escassear...

Então onde está o Tiago?
(...podia muito bem estar a acampar, mas a má experiência falou mais alto. Estar em Fão é estar perto da Foz do Rio Cávado e do Oceano Atlântico...então...).
Na Pousada da Juventude da Foz do Cávado...não se trata de chiquísmo...é muito gira esta pousada, mas é um luxo, quantos noodles vou ter de deixar de comer para poder pagar esta aventura de pernoitar numa Pousada...mas olha! Já está!

O caminho fez-se como sempre - a pedalar...hehe!

Passei por Viana do Castelo a correr, cidades não quero nem senti-las gosto mais de Vilas e Aldeias...

Mas houve uma mudança no cenário, no ambiente, no cheiro que paira no ar, bem como no respirar do vento - cheira a mar!

Apesar do muito calor que se fez sentir, hoje, o que é um facto é que estar próximo do Mar (Oceano Atlântico e de todas estas lindíssimas praias que Portugal tem) muda tudo...as ondas...estavam lá...que saudades delas!

...vou descansar...

obs1: Fão é uma pequena Vila onde existem dois doces típicos - Clarinhas (com doce de gila por dentro) e os folhadinhos - as pessoas são simpática, existe muita gente a vender junto à estrada, muita gente a andar a pé e de bicicleta, aliás o mesmo acontece em Caminha e Viana do Castelo...é uma Vila "catita" visitem!

1 comentário:

Troca Letras disse...

eu quando fiz Portugal de norte a sul em bicicleta foi sempre junto á costa, a única preocupação que tive foi em que pontes poderia atravessar com a bicicleta