terça-feira, 7 de abril de 2009

SOBRE ONTEM...


Bici no seu local no barco para o Montijo

...mais uma...

Eu com aquele arzinho de quem ainda não
sabe o que aí vem ou o que está para vir
vejam o cabelinho, um pouco kitsch, Não!


Apanhei o barco cerca das 11h da manhã, barco que me levou de Lisboa ao Montijo em 20 min.

Do Montijo, passei por Samouco, Alcochete, fiz um pedaço da EN 118 e um grande pedaço da EN 119 até Coruche.

Comecei a pedalar pelas 11h30 e cheguei a Coruche às 17h30, com paragem para almoço e outras várias para descansar, para falar com pessoas que ia encontrando...

A pior parte foi apanhar chuva, logo no primeiro dia, mas são contratempos que fazem parte, - penso! Imaginei-me, para me abstrair, que estava a subir montanhas de 4000 metros, na Rota-da-Seda quase a chegar ao Tibete com frio, chuva, dificuldade de respiração, para isso, isto aqui é um brinquinho!

As partes do corpo que mais saíram danificadas foram: pernas, rabo, braços, pescoço e mãos! Fazendo-se notar hoje as dores.

Quando pensarem fazer um percurso de bicicleta deste género a estrada é óptima, sem muitos declives, mas pensem, para vosso bem, que 1 km de bicicleta, não é o mesmo que 1 km de carro! Garantidamente...

Keep rolling with me...

5 comentários:

José disse...

Finalmente actividade! :)

Confesso que apesar de seguir o blog quase desde o começo (publicitaste-o numa das mailing lists da bicicletada) até agora não tinha sido compelido a comentar uma vez que a fase da preparação é, digamos, mais aborrecida do que a viagem em si.

Força nessas pernas (e nas outras partes do corpo que já se sentem castigadas) que eu e muitos outros estaremos aqui a ler tudo. Pode ser que não comentemos muito, mas a viver esta viagem através das tuas palavras, ninguém nos pára.

José Matos

Anónimo disse...

RAça Tiago, ja vi que nao precisaste de ficar em minha casa!

Coragem e mantem a confiança que vai tudo corre pelo melhor

Abraço

FB

João G. disse...

Olá Tiago, passei pela praça do município ontem mas já não te encontrei.. bom mas agora que já começou vai mantendo aqui o estaminé sempre aberto e actualizado que o k nao falta é pessoal para acompanhar.

Força, essas dores agora são normais mas o corpo adapta-se.
E claro k ainda vais ter de gramar uns dias de chuva tens é de pensar positivo: já estas na tua viagem e o verão não tarda ai! Boas pedaladas e continua a reportar!
Grande abraço

Troca Letras disse...

A chuva faz parte da aventura

RH disse...

Que bom saber que já começaste! Um abraço forte de incentivo. A Rita ainda não sabe (está a dar formação a professores no meio do mato, algures entre Moçambique e Zimbábue), mas quando lhe disser ela vai ficar muito contente e com vontade de saber mais. Um abraço, Hugo